Países Terceiros de Risco Elevado

 

 

 

 

 

 

 

 

Nos termos dos Regulamentos Delegados (UE)

2016/1675 da Comissão, de 14 de julho de 2016,

2018/105 da Comissão, de 27 de outubro de 2017,

2018/112 da Comissão, de 13 de dezembro de 2017,

são os seguintes os países terceiros de risco elevado que apresentam deficiências estratégicas:  

 

I. Países terceiros de risco elevado que apresentaram um compromisso político escrito de alto nível para remediar as deficiências identificadas e que elaboraram um plano de ação com o GAFI:

n  AFEGANISTÃO

n  BÓSNIA E HERZEGOVINA

n  ETIÓPIA

n  GUIANA

n  IÉMEN

n  IRAQUE

n  REPÚBLICA DEMOCRÁTICA POPULAR DO LAOS 

n  SÍRIA

n  SRI LANCA

n  TRINDADE E TOBAGO

n  TUNÍSIA

n  VANUATU

n  UGANDA

 

II. Países terceiros de risco elevado que apresentaram um compromisso político de alto nível para remediar as deficiências identificadas e que decidiram solicitar uma assistência técnica para a execução do Plano de Ação do GAFI:

n  IRÃO

 

III. Países terceiros de risco elevado que apresentam atualmente problemas persistentes e substanciais de branqueamento de capitais e de financiamento do terrorismo, tendo violado repetidamente a obrigação de remediar as deficiências identificadas:

n  REPÚBLICA POPULAR DEMOCRÁTICA DA COREIA (COREIA DO NORTE)

  

 

 

 

 

 

 

Nos termos dos Regulamentos Delegados (UE)

Zircon - This is a contributing Drupal Theme
Design by WeebPal.